Nutrição para corredores: 3 razões para buscar ajuda profissional

Saiba como o trabalho de um nutricionista esportivo pode ampliar os resultados na corrida.
Nutrição para Corredores: imagem de uma prato natural no centro de uma mesa e, ao lado, alteres de academia e uma fita métrica.
Nutrição para corredores: como saber quando é hora de buscar ajuda profissional?

Compartilhe!

Você já pensou sobre a importância da nutrição para corredores de rua?

Todo corredor ou corredora sabe que uma alimentação equilibrada e focada nos seus objetivos do esporte faz toda a diferença. 

Seja por falta de tempo, conhecimento ou falta de dinheiro mesmo, ter a ajuda de um profissional da nutrição esportiva não é a realidade da maioria dos atletas amadores.

Claro que é possível manter uma boa prática da corrida sem contar com esse auxílio especializado, principalmente quem treina para provas mais curtas como as de 5Km e 10Km. 

Mas para quem busca performance e evoluir nas distâncias, principalmente correr meias maratonas (21Km) e maratonas (42Km), a alimentação para a corrida vai muito além das refeições do dia a dia.

Neste conteúdo você vai conhecer o papel da nutrição para corredores e saber quando é o momento certo de investir em um acompanhamento com nutricionista esportivo.

Nutrição para Corredores: 3 razões para buscar ajuda profissional

1 - Quantidade e qualidade dos nutrientes

Imagem de mesa repleta de alimentos ricos em proteína animal e vegetal como carne, peixe, soja e ovos.
Alimentação balanceada é só um dos desafios na nutrição para corredores.

Como você já sabe, a principal fonte de energia e combustível necessário para qualquer atividade física vem da nossa alimentação.

 É por meio das nossas refeições é que consumimos os macronutrientes (ou nutrientes básicos): os carboidratos, as gorduras e as proteínas, além da água, sais minerais e outras vitaminas essenciais.

Cada macronutriente cumpre um papel específico e importante durante a prática esportiva:

– os carboidratos trabalham para trazer energia para o corpo;
– as proteínas atuam principalmente na reparação e manutenção dos tecidos musculares;
– as gorduras vão auxiliar na produção de hormônios que também influenciam na performance.

Na nutrição para corredores, a quantidade e a qualidade desses macronutrientes é que farão a diferença na performance do atleta.

Isso sem contar na possibilidade de otimizar dos resultados complementando a alimentação balanceada com produtos vindos da suplementação esportiva (para o pré, intra e pós-treinos ou provas de corrida).

2 – Plano alimentar adaptado, flexível e monitorado

Imagem de uma mesa com prato de comida, tênis, celular com fone de ouvido, altere e fita métrica.
A importância da nutrição para corredores que querem evoluir no esporte.

O trabalho de um profissional da nutrição esportiva começa na construção de um cuidadoso planejamento alimentar, de acordo com os objetivos do corredor ou corredora.

Por mais que o corredor mantenha uma alimentação bem equilibrada, é importante que haja uma avaliação e acompanhamento daquilo que se come com outras variáveis como: 

– Volume e intensidade do treinamento;
– Saúde geral;
– Adaptações do metabolismo.

Sabia que há também influências indiretas da alimentação no nosso rendimento na corrida? 

O que a gente come todos os dias afeta diretamente outras áreas essenciais como:

Humor  mau humor e corrida não combinam, né? Estar bem nutrido é garantia da manutenção da saúde geral e daquela sensação de bem-estar.

 Melhora na qualidade do sono – pesquisas apontam que uma boa noite de sono é a garantia do descanso necessário para a regeneração de fibras musculares e, consequentemente, da disposição para encarar os próximos treinos.

Mais atenção e concentração – A gente sabe que, por mais que o corredor esteja muito bem treinado, se ele não tiver uma boa condição psicológica, ele não chega até o final de uma corrida. Então, coma direito e mantenho o foco.

Percebeu a importância da nutrição para corredores?

3 - Disciplina e organização

Imagem de duas mulheres de perfil correndo, lado a lado, da esquerda para direita.
Disciplina e organização também são reforçados quando se iniciar um trabalho de nutrição esportiva.

Todo mundo sabe que comer direito e com equilíbrio exige tempo, disciplina e, principalmente, muita organização.

E é claro que tudo isso também vai influenciar diretamente no resultado durante as competições.

Sim.  É possível montar o seu próprio cardápio, se organizar e e ter sucesso nisso, mas ter um profissional preparado e especializado para pensar nesse planejamento pode deixar a seu dia a dia ainda mais fácil e tranquilo.

Afinal, o nutricionista esportivo tem uma visão mais prática e consegue atuar de forma mais efetiva, principalmente nos sinais que o corredor pode sentir durante uma prova ou treino como cansaço, bocejo, fraqueza etc.  Sem contar nos erros alimentares comuns na vida dos corredores.

Viu como não basta um prato bem colorido para termos uma alimentação equilibrada, principalmente para quem busca os melhores resultados na corrida de rua?

Pense na possibilidade de procurar um nutricionista esportivo e ter mais tranquilidade e segurança para garantir seus melhores tempos e, claro, muito mais saúde.

Bons treinos!

Colaboração:

Jacqueline Moniz

Jacqueline Moniz

Nutricionista Esportiva e Coach

Comments

comments

Deixe seu comentário!

Treine com a Move

Presencial e a Distância

Receba conteúdos exclusivos na sua caixa de e-mais!

plugins premium WordPress